sábado, 22 de maio de 2010

Literatura - Alphonsus de Guimarães ( Simbolismo)


Alphonsus de Guimarães (1870-1921):


Nascido em Ouro Preto, Alphonsus de Guimarães estudou direito em São Paulo e foi juiz durante vários anos na cidade de Mariana, cidade vizinha a Ouro Preto.
Após a morte de sua prima, de nome Constança, por quem trazia grande paixão, Guimarães marcou sua poesia com o tema da morte da mulher amada, colocando-o ao lado da poesia gótica e de alguns autores ultrarromânticos.Em quase trinta anos de obras, Alphonsus de Guimarães explora o tema sobre sepultamentos, os corpos mortos, cores roxas, uma Literatura macabra, porém mística e espiritualista. Observe o poema mais popular de Guimarães:


Ismália


Quando Ismália enlouqueceu,Pôs-se na torre a sonhar...

Viu uma lua no céu,Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,Banhou-se toda em luar...

Queria subir ao céu,Queria descer ao mar...

E, no desvario seu,Na torre pôs-se a cantar...

Estava perto do céu,Estava longe do mar...

E como um anjo pendeu

As asas para voar...

Queria a lua do céu,Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu

Ruflaram de par em par...

Sua alma subiu ao céu,Seu corpo desceu ao mar...

Note algumas características da poesia de Alphonsus de Guimarães, o uso de paralelismo(repetição de palavras nos versos), a sobreposição de vida e morte, espiritualidade e matéria, real e simbólico, realidade espiritual e realidade concreta.


Nenhum comentário: