segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Literatura - Canção do exílio (Gonçalves Dias).

"Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves que aqui gorjeiam,Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar - sozinho, à noite -
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá."

Interpretação:
Gonçalves Dias escreveu o poema quando estava em Portugal, daí o nome : canção do exílio. O poema faz uma exaltação à natureza brasileira com as devidas características da primeira geração romântica: valorização da natureza,indianianismo e nacionalismo.
O poeta exalta as qualidades de nosso país, realizando uma comparação entre o Brasil e o país onde estava: Portugal.
É possível notar que Gonçalves Dias mostra um certo descontentamento com a visão tida pelos portugueses em relação ao nosso território, por isso nessa comparação o autor relata sobre as belezas de nossa terra e transcreve que a vida aqui é melhor, pois há mais felicidade em nossas vidas, nossa natureza é mais vívida, nosso ceu mais límpido,nossa fauna e flora mais celestiais.
O poema trata com verdadeiro nacionalismo
, patriotismo e amor nosso país.

Nenhum comentário:

Postagem mais Recente

Qual das alternativas está errada? por quê?

Postagens mais Visitadas