sábado, 10 de julho de 2010

Concordância Verbal:

CONCORDÂNCIA VERBAL

O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito da oração:
O governo e o povo lutam pelos mesmos ideais.

Assim como na concordância nominal, na verbal encontramos particularidades.

a) Voz passiva sintética - se o verbo for apassivado pelo pronome se (voz passiva sintética), concorda em número e pessoa com o sujeito (paciente):

Alugam-se casas.
Não se aceitam fotocópias.

b) Sujeitos ligados por ou - quando o sujeito é formado por substantivos no singular ligados pela conjunção ou, é necessário ver se há ideia de exclusão ou de soma. No primeiro caso, o verbo fica no singular; no segundo, irá ao plural:

Pedro ou Paulo (= um dos dois) será eleito presidente.(exclusão)
O calor forte ou o frio excessivo (= os dois) prejudicam a saúde. (soma)

c) Verbos impessoais - o verbo fazer, quando indica tempo transcorrido ou fenômeno meteorológico, é impessoal, ficando, por isso, na terceira pessoa do singular; já o verbo haver, no sentido de existir, acontecer, ocorrer ou realizar-se e quando indica tempo transcorrido, fica impessoal:

Hoje faz duas semanas que estou de férias.
Há oitenta candidatos em cada sala.

d) Os verbos bater, soar, dar usados em relação a horas, concordam com o número de horas.

Iam soar cinco horas.
Bateu uma hora.

e) Nas expressões: é muito, é pouco, é mais de, é menos de - o verbo ser fica no singular.

Seis anos de namoro é muito.
Cinquenta mil reais é pouco pelo apartamento.

f) Horário: o numeral concorda com o termo seguinte, ou seja, singular em número um e plural a partir de dois.
ex.: são duas horas, são oito horas, é uma hora, é meio-dia( metade do dia), é meia-noite( metade da noite).

g) Dia: concorda com o número.
ex.: hoje é primeiro de Junho, hoje são cinco de Junho. ( se colocarmos a expressão dia antecedendo o verbo fica no singular - ex.: hoje é dia cinco de Junho).

Nenhum comentário: