quarta-feira, 12 de agosto de 2015

O Cortiço - Análise e características - não é um resumo.


O Cortiço

                                                  Aluísio Azevedo

Análise e características - não é um resumo.
Análise

            O Cortiço, escrito por Aluísio Azevedo, em 1890, é uma das principais obras do movimento naturalista - movimento que teve seu início em França, denunciando a miséria social, o preconceito, racismo, etc.  Considero a leitura desse livro deveras importante, pois ele retrata a história vivida em nosso país no final do século XIX. A obra traz uma metáfora do domínio português sobre o Brasil, no personagem de João Romão, português que domina o cortiço, mesmo sendo, nossa nação, independente desde 1822.

            O Cortiço traz o próprio Cortiço como personagem principal, ali tudo se desenvolve, o dia a dia, as brigas, a temática da difícil sobrevivência das classes mais baixas em o Brasil. João Romão é o dono do espaço, português que não mede esforços a fim de obter o seu maior desejo, ascender a uma classe social mais alta, a fim disso ele passa por cima de qualquer um, o personagem parece não ter um grau de humanidade.

            A obra foi um dos primeiros livros da literatura nacional a revelar a vida nas favelas do Rio de Janeiro (poderíamos chamar assim o Cortiço, hoje em dia.), alvo de polêmicas, o enredo revela as divergências entre a riqueza e a pobreza. Um fato relevante é a utilização do "Zoomorfismo", técnica de comparação dos personagens a animais nas situações que determinam o uso do instinto nas atitudes.

 

Características

 

            No decorrer da obra, Aluísio Azevedo tematiza em torno de seu estilo literário: temas como o adultério, os crimes, a miséria, os dilemas sociais, com base no cientificismo, são descritos meio as situações no desenvolvimento do enredo. A teoria Darwinista e o determinismo estão presentes no fator meio , influência, ser humano, pois o comportamento humano é influenciado por meio do ambiente, nesse caso o Cortiço. A forma como o autor descreve a vida proletária foi inovadora, já que as obras escritas até então não ocupavam as páginas priorizando essa temática.

Nenhum comentário:

Postagem mais Recente

Qual das alternativas está errada? por quê?

Postagens mais Visitadas